Palhaço Cavaco, parte II

482612_521147294611003_1146236959_n[1]

Como é que é possível?

As eleições legislativas de 2015 ainda nem sequer estão fechadas e o gajo do BPN presidente da republica, faz aquilo que, formalmente, nunca poderia fazer:

  • Convidar o partido que representa menos de 38% dos portugueses a formar governo, ainda antes das eleições fecharem e antes de ouvir todos os partidos eleitos
  • Exigir – atente-se na palavra – compromisso aos restantes partidos políticos para formar um governo estável
  • Ouvir o líder do partido em que está filiado e cagar de alto para todos os outros – Paulo Portas deve ter adorado esta decisão

O homem que interrompeu as férias de verão há uns anos, porque ia perder autonomia nos Açores, é o mesmo que hoje, não respeita prazos, se escuda a ouvir todos os restantes partidos políticos – que lembro, representam mais de 60% dos portugueses que se dignaram a ir votar no domingo – e convida o puto da Jota a formar governo rapidamente, antes que a esquerda se organize…

Lembra ainda que não pode dissolver o parlamento – nem até Abril nem nunca mais, já que vai sair do poiso nos próximos meses – e por isso espera compromissos, que foi exactamente aquilo que ele deu ao gatuno do Sócrates em 2011.

Bonito, bonito era o Costa chegar lá e dizer que está disponível para formar governo coligado com BE e CDU. Infelizmente – ou talvez não – o Costa prefere manter uma mão no pote do centro/direita que virar à esquerda. E este não vai perceber que foi por isso que não ganhou as eleições de domingo.