O novo profeta

Vou aproveitar o jogo de hoje, na vitória por 5-1 com o Spartak Moscovo, nos 4ºs de final da Liga Europa, para falar um pouco das emoções fortes que todos os portistas têm sentido por estes dias.

Depois de garantir a reconquista do campeonato no galinheiro, depois da festa ainda a 5 jornadas do fim, voltamos hoje a jogo com uma grande vitória que praticamente nos coloca nas meias-finais da competição.

Dizia eu, há quase um ano, que quem viesse teria uma tarefa quase impossível pela frente.

Pois bem, os números, impressionam:

  • 47 jogos, 40 vitórias (85%), 4 empates, 3 derrotas, 108 golos marcados (2.3 por jogo) e 28 golos sofridos (0.60 por jogo)

O jovem André,o primeiro treinador do meu clube mais novo do que eu, impressiona pela regularidade, pelo carisma e acima de tudo pela cumplicidade que mantém com os adeptos, jogadores e dirigentes. Um casamento perfeito.

PS: editado para corrigir os números relativos aos jogos já que a primeira versão tinha incluído os jogos da pré-época.