A sede de poder

Está marcado no calendário que hoje será o dia em que o Governo da Républica cairá do pedestal em que está e será marcada uma data para novas eleições.

Parece também que o nosso querido presidente diz que tudo isto aconteceu muito rapidamente e que não teve margem de manobra para actuar preventivamente. Como eu o compreendo. Não é a primeira vez, nem sequer a segunda e não será seguramente a última. A Maguia não o deixa vêgue televisão em casa à hoga do telejognal e pug isso não conseguiu segue pegueventivo.

Quem se ri de contente é o Passos Coelho e os seus pares.
Preparam-se para tomar de assalto um lugar que não é deles – curiosamente não se comprometem com coligações com o CDS antes das eleições, algo que deveria ser obrigatório para que o povo saiba quem pode colocar no poleiro – já avisou que isto está muito mal e que ainda vai piorar – terá sempre a desculpa que isto ainda estava pior do que pensavam e que por isso vão ter que reforçar as medidas de contenção – ding, ding, ding… sai um pacote de privatização para a saúde em Portugal – e quando a retoma finalmente vier – sim, há-de chegar – serão vistos como os salvadores da pátria.

Como não me considero (muito) estúpido, nem costumo ter (grandes) falhas de memória, digo já para não contarem comigo para dançar este baile.

Foto © José Goulão

4 Comment

  1. Raquel Soares says:

    É lamentável tanta sede de poder….a qualquer custo, todos querem ocupar o tão ambicionado poleiro!
    Ainda antes de o governo cair, já se faz propaganda eleitoral: promessas ao povo não faltam!!!!!! Passos Coelho já se vê a comandar as tropas…MILAGRES???!!!
    Sim, é como tu dizes, “pois, afinal isto está pior do que pensávamos, vamos ter que tomar medidas e blá, blá, blá…” e tudo vai ficar pior…lamentavelmente o povo assim quer.
    O que eu tenho a dizer é que o povo tem a memória curta, e mais não digo!

    1. Quem é que está agarrado ao poder? só vejo o spocrates e a pandilaha dos milhõae( rui pedro soarres e os outros boys todos) O pote do poder é só dos socialistas e custa ver perder o pote não é?

      1. Caro Cebola,

        Eu não estou a fazer campanha por ninguém, nem sequer disse que Sócrates e seus pares não estão agarrados ao poder.

        A única coisa que constato é que já se está a fazer campanha e ainda o morto não foi a enterrar…

  2. Olha…. mais uma vez a Maguia não o deixou vigue à televisão à hoga do telejognal e pug isso o silêncio como guesposta… Como tal, lá vamos nós a caminho do baile… e que baile!

Comentários fechados.