Obrigado Professor

Agora que é oficial, deixem-me dizer do que não gostei, do que não gosto e que não tenho memória curta.

Não gostei que um homem que nos defendeu nos últimos 4 anos seja dispensado assim…
Não gosto que um clube – o meu clube – trate assim o nosso maior defensor público nos últimos quatro anos…
Não tenho memória curta para me esquecer em que condições o prof. pegou na minha equipa, uns dias depois da final supertaça ganha ao Setúbal.

Foram 4 anos muito difíceis, com reconstruções de equipas em todas as épocas – que ninguém se esqueça que todos os anos a equipa base foi vendida – e em todos os 4 anos fomos melhorando:

  • Época 2006/07: 38 jogos, 25 vitórias (66%), 76/27 em golos
  • Época 2007/08: 46 jogos, 33 vitórias (72%), 81/24 em golos
  • Época 2008/09: 52 jogos, 33 vitórias (63%), 93/44 em golos
  • Época 2009/10: 51 jogos, 37 vitórias (73%), 108/44 em golos
  • Total: 188 jogos, 128 vitórias (68%), 358/139 em golos

Irónico como, matematicamente o prof. faz a sua melhor época e é dispensado.

Acredito que não tenha suportado a pesada derrota em Londres contra o Arsenal (5-0), a derrota no Algarve para a final da Taça da Liga (3-0) e, mais importante, não tenha conseguido garantir a presença na pré-eliminatória da Champions via 2º lugar no campeonato perdendo a posição para o Braga.

Foram 4 anos de ataques constantes e diários. Com lutas na secretaria e ataques na comunicação social. A tudo o prof. foi respondendo com categoria, vitórias e exibições q.b.. Da administração, nunca se ouviu uma palavra de apreço, de defesa do treinador e do grupo e de contra-ataque ao golpes que fomos sofrendo ano após ano. Estamos moles e este tipo de actuação não representa o meu clube.

Mas foram também 4 anos de vitórias, muitas. De alegrias, muitas também. E por isso, eu que não tenho memória curta digo-o sem problemas: Obrigado Professor Jesualdo.

PS: Quem vier a seguir terá um trabalho Herculano Hercúleo pela frente. Os sócios e adeptos querem nada mais nada menos que a Liga Europa e campeonato. Querem exibições de sonho e goleadas em todos os jogos. Querem encanto e serem encantados. Quem vier a seguir está lixado com f maiúsculo.

6 Replies to “Obrigado Professor”

  1. Assino por baixo e digo em uníssono: Obrigada Professor! 🙂

    1. Obrigado pela chamada de atenção sobre o Hércules. 😛

  2. Assino por baixo e digo em uníssono: Obrigada Professor! 🙂

    1. Obrigado pela chamada de atenção sobre o Hércules. 😛

  3. Flávio Oliveira says:

    Não podia estar mais de acordo, ganhou títulos e não foram assim tão poucos, fez boas prestações na champions, foi um bom treinador. Relativamente a ter que construir uma equipa todos os anos deixo aqui os seguintes dados sobre a saída dos principais jogadores:
    Epóca 2007-2008
    Anderson e Pepe

    Época 2008-2009
    Bosingwa, Paulo Assunção e Quaresma

    Época 2009-2010
    Lucho González, Lisandro Lopes e Cisskho

    Ou seja perdeu 8 jogadores, praticamente uma equipa, 3 Defesas (sendo 2 laterais, difícil encontrar bons laterais), 3 médios (1 defensivo, um box to box e um n.º10) 1 extremo e 1 avançado.

    Claro que não esqueço contratações sem sentido, como Mariano, Tomás Costa, Guarin, Prediger, Lucas Mareque, Vallerie e por aí fora.
    Também acho que alguns destes jogadores não renderam mais, porque o sistema de jogo implementado pelo Jesualdo não os favorecia, algo que também não gostava no Jesualdo, o seu jogo directo, mas acima de tudo…..
    Obrigado por 3 títulos, 2 taças de Portugal, 1 Super Taça e pelo dinheiro ganho nas champions.

  4. Flávio Oliveira says:

    Não podia estar mais de acordo, ganhou títulos e não foram assim tão poucos, fez boas prestações na champions, foi um bom treinador. Relativamente a ter que construir uma equipa todos os anos deixo aqui os seguintes dados sobre a saída dos principais jogadores:
    Epóca 2007-2008
    Anderson e Pepe

    Época 2008-2009
    Bosingwa, Paulo Assunção e Quaresma

    Época 2009-2010
    Lucho González, Lisandro Lopes e Cisskho

    Ou seja perdeu 8 jogadores, praticamente uma equipa, 3 Defesas (sendo 2 laterais, difícil encontrar bons laterais), 3 médios (1 defensivo, um box to box e um n.º10) 1 extremo e 1 avançado.

    Claro que não esqueço contratações sem sentido, como Mariano, Tomás Costa, Guarin, Prediger, Lucas Mareque, Vallerie e por aí fora.
    Também acho que alguns destes jogadores não renderam mais, porque o sistema de jogo implementado pelo Jesualdo não os favorecia, algo que também não gostava no Jesualdo, o seu jogo directo, mas acima de tudo…..
    Obrigado por 3 títulos, 2 taças de Portugal, 1 Super Taça e pelo dinheiro ganho nas champions.

Comentários fechados.