É vergonhoso o racismo em Braga?

Depois de várias vezes ter dito neste espaço que adorava viver na cidade que me acolheu chegou agora a hora de dizer que hoje senti vergonha de viver em Braga.

Quando ouvi, numa rádio nacional, a notícia que o racismo bateu de forma vergonhosa na minha cidade fiquei boquiaberto. Não consigo compreender como, em pleno século XXI, alguém se possa achar superior a outro ser humano apenas devido a uma simples questão como o tom da pele. Que tipo de mente pode pensar e justificar tais actos contra uma criança e a sua mãe. Ou contra quem quer que seja…

Pior fiquei quando soube que a PSP nada fez. Não que tivesse ficado admirado com a ausência de actuação da força policial.

O parque infantil em questão é um dos locais preferidos do Hugo. Não é dos locais que mais frequento porque, pessoalmente, prefiro o parque da Praça Conde Agrolongo por ser mais pequeno e ter, normalmente, menos crianças o que permite que ele brinque mais à vontade. Mas essa é uma questão menor e não está aqui em causa o que eu ou o Hugo preferimos.

O que está em causa é uma questão de justiça.
O que está em causa é uma questão de humanidade.
O que está em causa é uma tentativa de encobrimento de um crime por parte das autoridades policiais.

Sim, o racismo ainda é crime neste país, certo?

Só com educação se acaba com atitudes como esta. Não há volta a dar. Para que não se repita.

Por fim, lembro-me do pequeno, filho do agressor. Que tipos de exemplos e que modelo pode uma criança obter de um pai assim? Que tipo de comportamento podemos esperar de um adolescente depois de uma mão cheia de exemplos desta índole por parte do seu pai? Eu não sei responder, mas não me parece que seja necessário ser muito inteligente para perceber que é mais fácil ser intolerante com estes exemplos.

No final, parece que é necessário lembrar que ninguém nasce racista!

2 Replies to “É vergonhoso o racismo em Braga?”

  1. Completamente de acordo!
    O Racismo é ensinado, não é inato.
    É ensinado pela espécie de pai que a notícia refere, é ensinado pela passividade da população, é ensinado pela condescendência/cumplicidade da polícia que assim deixa um crime por condenar.
    A ver vamos, agora que a queixa está formalizada, se isto vai dar em alguma coisa…

    Abraço,
    CJT

  2. Completamente de acordo!
    O Racismo é ensinado, não é inato.
    É ensinado pela espécie de pai que a notícia refere, é ensinado pela passividade da população, é ensinado pela condescendência/cumplicidade da polícia que assim deixa um crime por condenar.
    A ver vamos, agora que a queixa está formalizada, se isto vai dar em alguma coisa…

    Abraço,
    CJT

Comentários fechados.