Mata-mata

Este é o lema de Luiz Felipe Scolari, quando chega à altura da competição em que não tem mais margem de manobra para errar.

No apuramento para o Euro 2008, a margem de manobra da equipa de Portugal há muito que se vem esgotando.

Esta equipa, à qual me recuso a chamar de Selecção Portuguesa há já vários anos, não tem chama, não tem arte, não tem futebol mas tem, em compensação, muita paulada para dar e vender.

Hoje até o seleccionador, mesmo a receber 200k€/mês, não se conseguiu controlar e toca de por em prática o famoso “mata-mata”. Literalmente.

Por muito menos foi João Vieira Pinto banido, por este mesmo senhor, da selecção.

Só lhe resta uma alternativa depois do deplorável espectáculo de hoje: o olho da rua!

Meus senhores, como disse noutro post,  aprendam com quem tem prazer a defender as nossas cores. Para vir cá fazer alguns fretes é preferível ficarem por casa.

Para a posteridade fica o resultado do jogo no estádio de Alvalade: FPF 1 vs. Selecção da Sérvia 1