Prostituição em Braga?

Via Correio da Manhã (sim, já sei que a fonte é duvidosa) descobri a mais recente polémica que atingiu Braga.

Aparentemente a PSP realizou uma série de raids às casas de alterne da cidade levantando autos quando justificados. A surpresa é que na Residencial Cairense nenhuma irregularidade foi encontrada.

Ora, tal acaso levou a que surgissem ontem, pela cidade, uma série de panfletos anónimos justificando o bom comportamento da dita Residencial. Alguém anda a sugerir que os policias bracarenses são frequentadores habituais da residencial o que justifica a dificuldade em comprovar algum ilicito.

A minha opinião no meio disto tudo, é que os policias são livres de frequentar os locais que quiserem, desde que o façam fora do seu horário de serviço e não estejam fardados (para que não sejam mal interpretados).

O resto da polémica parece-me que, alguns dos concorrentes da Residencial Cairense não gostaram de se ver apanhados nas teias da lei e resolveram enveredar pelo mal-dizer e por levantar uma série de suspeições.

PS: Já há muito tempo que a residencial em causa é conhecida pelo tipo de clientes que a frequenta. Já a wikimapia teve, como titulo à residencial, um nome sugestivo (ver histórico no menu)…